HISTÓRIA DOS BAIRROS

09/08/2019

A primeira linha de ônibus da Vila Brasilândia é de 1949

A inauguração da primeira linha de ônibus da Vila Brasilândia ocorreu em 1949. O ponto final localizava-se em frente à Igreja Santo Antônio, na Rua Parapuã.

A Vila Brasilândia ganhou, no dia 18 de julho de 1977, uma linha de ônibus executiva, que ligava o bairro à Praça Ramos de Azevedo, no Centro. Era a quarta linha de ônibus executivo implantada pela CMTC na cidade de São Paulo; a tarifa era de Cr$8,00 (oito cruzeiros).

Naquela época o bairro dispunha de outras duas linhas que iam até a Praça da República: a especial da CMTC (*Cr$4,50) e a 848 da Viação Tusa -Transportes Urbanos S/A - (Cr$1,80). Havia também as lotações clandestinas que chegavam a cobrar Cr$15,00. *Cr é a abreviação de Cruzeiro, dinheiro da época. (Texto: Celio Pires de Araújo)

Total de 202 Notícias | Página 1 de um total de 16

Noriyochi Fukuiya, que na época (1987) era presidente da Associação Nipo-brasileira, primeira associação da V.N. Cachoeirinha, disse que o clube levava adiante as propostas iniciais dos fundadores e antecessores: a preservação da cultura tradicional japonesa, através de atividades culturais e esportivas, como ensino do idioma japonês, formação de equipes de vôlei, futebol de salão, tênis de mesa e judô.   leia mais...

No ano de 1580, Manoel Preto, partindo do centro de São Paulo, acompanhando o Rio Tietê, aportou na margem direita, em um areal, uma légua e meia abaixo (cerca de 9 km) e se deparou com algo que o fascinou: a Colina da Freguesia do Ó, onde ergueria anos depois a primeira igreja e suas terras.   leia mais...

A Vila Brasilândia foi, nos anos 70 e 80, esteio de movimentos sociais importantes, um deles reivindicava melhores condições de vida, era o Movimento Custo de Vida (Contra a Carestia). Num domingo de junho de 1978 aconteceu um fato marcante: uma assembleia do Movimento Custo de Vida, realizada na Igreja Santo Antônio de Vila Brasilândia. A inflação deste ano foi de 40,8% até chegar a 242,24%, em 1985.   leia mais...

Meu avô, Pietro Brugnera, nasceu em 1873, em Castelfranco Veneto, província de Treviso, no norte da Itália, filho de Ângela Marcolin e Sante Brugnera. Creio que após completar a maioridade foi para a Alemanha, onde conheceu Arturo Martinelli e os dois resolveram vir para o Brasil. Ao chegarem, montaram uma olaria, ou seja, uma fábrica de tijolos e de outros objetos de argila, como telhas e manilhas. Ficaram sócios por cerca de cinco anos...   leia mais...

Pesquisa realizada pelo editor do Freguesia News sobre artistas do passado encontrou um pintor italiano que viveu na Cidade, Felisberto Ranzini (Brazilian, 1881–1965), que pintou pelo menos quatro temas na região: Ponte grande sobre o Rio Tietê , 1941 ; Rio Mandy - Freguesia do Ó; Ponte da Casa Verde e Igreja, 1910; Ponte Sobre o Rio Tiete, Estrada da Freguesia do Ó, 1918.   leia mais...

Tem quem pergunte por que a Av. Santa Marina tem dois pedaços sem nenhuma conexão, um na Água Branca, outro na Freguesia do Ó? Simplesmente porque se trata da mesma via, que foi separada quando da retificação do Rio Tietê e construção das Marginais nos anos 60.   leia mais...

A inauguração da primeira linha de ônibus da Vila Brasilândia ocorreu em 1949. O ponto final localizava-se em frente à Igreja Santo Antônio, na Rua Parapuã.   leia mais...

Esse campo de futebol, pintado pelo artista plástico Salvador Ligabue (já falecido) e que hoje da nome à Casa de Cultura da Freguesia do Ó, era o campo do "Paulista" - tradicional agremiação da Freguesia na década de 20 (século passado) e que exisitu por cerca de 30 anos - e era palco dos bons jogos do bairro e atrai para lá as famílias óenses nessa época, quando os campos eram também locais de lazer e encontro das famílias.   leia mais...

A Pedreira Vega foi marcante no início da Vila Brasilândia, pois chegou à região antes mesmo do loteamento que deu nome ao bairro, hoje distrito Brasilândia, em 1939. A Pedreira Vega oferecia moradia a seus empregados e trouxe um considerável número de famílias para a região, principalmente a partir de 1946, quando passou a funcionar em sua plenitude.   leia mais...

O bairro da Freguesia do Ó é quatrocentona e tem os seus Largos (da Matriz de N.S. do Ó e Matriz Velha) como referências. Também inspirou artistas, como Salvador Ligabue, que pintou o Largo da Matriz Velha original, além de diversos outros cenários.   leia mais...

A Rua Parapuã é a via de ligação entre os bairros Itaberaba e Brasilândia, cujos loteamentos são de 1938 e 1947, respectivamente. A via é originária do loteamento Itaberaba, que só conseguiu ser mais bem ocupada com o advento do loteamento Brasilândia, que faz aniversário de 72 anos em 24 de janeiro/2019.   leia mais...

A Vila Penteado faz parte hoje do distrito Brasilândia e localiza-se entre a o Largo da Parada (lados direito e esquerdo), no final da Av. João Paulo I, divisando-se com o loteamento Vila Brasilândia, na Rua Joaquim Ferreira da Rocha (antiga Guariroba). Nos anos 60 havia dois lagos grandes onde hoje é o Sacolão da Prefeitura e outros equipamentos públicos, posteriormente aterrados.   leia mais...

Enquete

Você acredita que a presidenta Dilma:

  • 1) Irá reerguer a Petrobrás e o Brasil e continuar seu mandato?
  • 2) Não dá mais, deve sofrer o Impeachment.

1) Irá reerguer a Petrobrás e o Brasil e continuar seu mandato?

31%

2) Não dá mais, deve sofrer o Impeachment.

68%

Geral  |  Política  |  Esportes  |  Variedades  |   Cultura  |  Educação  |  Saúde  |  Roteiros do Ó
Varejão dos Imóveis  |  História dos Bairros  |  Culinária  |   Ecologia  |  Videos  |  Fale Conosco
LAPA NEWS  |  FOLHA DE PIRITUBA  |  FREGUESIA NEWS  |  ZONA NORTE NEWS

Freguesia News - Copyright © 2011. Todos os direitos reservados
Sede Própria: Largo da Matriz Velha, 36 - Freguesia do Ó - São Paulo | Pabx/Fax: (11) 3931 6383 | E-mail: freguesianews@gmail.com