Freguesia do Ó

Após dois meses internada paciente recebe alta do hospital Brasilândia

Foto: Divulgação

Conheça a história de superação e vitória de Paula Almeida de Araújo, que ficou dois meses internada para o tratamento da covid no Hospital Municipal da Brasilândia e recebeu alta nesta semana. Paula comenta sobre o desespero ao saber do resultado e compartilhou a alegria ao ter alta num momento que o País bateu a triste marca de 500 mil mortos pela covid.

“Tudo começou no dia 11 de março/2021, quando fui à UBS para fazer exames porque estava com uma alergia e não passava. Chegando lá, me encaminharam para a UPA AKIRA, em Taboão da Serra. Nesse dia fiz o exame de PCR e a médica me afastou por 10 dias com suspeita de COVID. Como no sábado e domingo tinha passado muito mal, uma amiga me indicou fazer o teste para SARS-CoV2 na farmácia, sendo assim, na segunda-feira fui à drogaria e fiz o teste, deu positivo”.

Paula decidiu levar todos os resultados na UPA já que o caso era preocupante.
“Resolvi ir à UPA Akira, chegando lá, eles encaminharam para a UBS Jd. Clementino, pois não estavam mais fazendo triagem para COVID 19, o pronto atendimento era só para internação. Fui medicada porém o desconforto permaneceu. A médica me informou que eu seria internada no Akira, porém, precisava aguardar uma vaga para ser transferida.”

Primeira parte do tratamento sendo realizada, Paula ficou em alerta pois o quadro piorava.
“Passando quase 24 horas à espera de uma vaga, minha transferência chegou. No dia 16 de março, fui transferida para a UPA. Chegando lá verificaram a Oximetria, me deram medicações. Fiquei em observação por algumas horas. No final da noite, como a Oximetria estava em 92%, me dispensaram porque tinham pessoas mais graves que eu, e a vaga não era suficiente pra todos. No dia seguinte em casa verifiquei que a oximetria estava constantemente abaixo de 90%. Na madrugada do dia 18/03, em casa a porcentagem de oxigênio caiu para 70%.”

Após dirigir-se a UPA Akira onde permaneceu internada de 18 de março à 11 de maio. Paula foi transferida ao Hospital Municipal da Brasilandia 27 de março entubada há três dias atrás.

Paula relatou que foram 46 dias internados na UTI, num total de 55 dias e comemora esta vitória num momento tão delicado e agradece pelo atendimento recebido no local.

Confira mais notícias em nosso Portal

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo