Casa VerdeZona Norte

Prefeitura de SP participa da abertura da 51ª edição do São Paulo Fashion Week

A Prefeitura de São Paulo está participando da edição do São Paulo Fashion Week que será realizada entre 23 e 27 de junho, totalmente on-line. O maior evento de moda do país será realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, em continuidade à parceria de quase duas décadas com a Prefeitura da cidade de São Paulo. O Festival SPFW + Regeneração realiza esse ano uma série de ações de transformação social, de agosto a novembro, com a capacitação de 40 costureiras em Cidade Tiradentes e a inclusão de mulheres em situação de vulnerabilidade na edição N52, em novembro.

“A união do poder público, setor privado e terceiro setor é fundamental para repensarmos a moda na retomada econômica da cidade. O futuro do trabalho é um tema essencial para alavancarmos a economia paulistana, o que era esperado para acontecer daqui 20 anos, deu-se em muito menos tempo. É importante reconhecer que talentos podem surgir de qualquer lugar. Por este motivo, queremos qualificar e capacitar costureiras de uma das regiões mais carentes da cidade. Oportunizando assim o acesso à educação e cultura para todos”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Aline Cardoso.

Durante os cinco dias de evento, todo o conteúdo estará disponível nos canais do SPFW e com projeções mapeadas na empena do prédio que fica na Rua Caio Prado esquina com a Rua da Consolação.

A próxima edição contará com a partição de 43 marcas de destaque do setor de moda nacional. O SPFW N51 também conta com dez estreias: Anacê, Carol Bassi, Esfér, Igor Dadona, Neith Nyer, Rocio Canvas, Ronaldo Silvestre, Soul Básico, Victor da Justa e Weider Silveiro. Samuel Cirnansck e Wilson Ranieri retornam à programação da semana de moda nesta temporada.

“É hora de definir novos direcionamentos que nos permitam avançar numa agenda de mudanças necessárias e efetivas. O ano de 2020 nos trouxe grandes reflexões e entendemos que é tempo de viver novos começos, de regenerar”, afirma Paulo Borges, diretor criativo do SPFW.

A partir desta edição, o SPFW acolhe o projeto Sankofa, coletivo de estilistas negros com oito marcas, uma iniciativa da plataforma Pretos na Moda e da startup de inovação social VAMO, com apoio do INMOD (Instituto Nacional de Moda e Design). São elas: Ateliê Mão de Mãe, Az Marias, Meninos Rei, Mile Lab, Naya Violeta, Santa Resistência, Silvério e Ta Estudios.

Com intervenções interativas e live streaming dos desfiles e apresentações, esta temporada marca a abertura do SPFW+ Regeneração, um festival de Criatividade, Moda, Arte, Sustentabilidade, Inovação, Conhecimento e Tecnologia, com curadoria de Marcello Dantas e uma programação ativa que se estende por todo o ano.

“Estamos diante de questionamentos profundos sobre como podemos regenerar o mundo com novas bases”, explica o curador Marcello Dantas. “A experiência do festival nasce da ideia de provocar um caminho realmente novo de ideias, linguagens e formas de colaborar. É um desafio e, ao mesmo, tempo uma oportunidade para que os criativos da moda acessem campos de conexão ainda inexplorados”, complementa.

Esta edição é apresentada pelo Ministério do Turismo e Santander, por meio da Lei Federal de incentivo à Cultura, e patrocinada por Electrolux, Marisa, Iguatemi e Sou de Algodão, parceria institucional Prefeitura Municipal de São Paulo, realização IMM, IN Mod Instituto Nacional de Moda e Design, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Confira a programação completa e acompanhe os desfiles em: www.spfw.com.br

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo